Seu streaming brasileiro de Rock!
Cultura

5 dicas para você entrar em estúdio e gravar seu trabalho

3 min leitura

Sabemos que o processo de gravação de sons sofreu inúmeras mudanças com o decorrer dos anos. Se no século passado entrar em um estúdio para registrar suas canções e lança-las era um processo muito difícil e caro, hoje, com as ferramentas certas, é algo que pode ser feito do seu quarto.

Gravação Estúdio

Contudo, alguns passos são muito importantes para que a qualidade do material obtido seja ainda melhor, o que trará ouvintes e público para o seu trabalho.

A lógica é simples, com a quantidade de música disponível para o público hoje, se seu trabalho não tiver a qualidade para cativar as pessoas quando ouvirem, elas dificilmente voltarão a dar uma chance para o seu som.

1 – PRÉ-PRODUÇÃO

Pode parecer papo de produtor, mas se a pré-produção não é bem realizada, as chances de que o trabalho final ofereça alguns problemas é grande.

Tire um tempo junto com sua banda para analisar cada música que vocês pretendem gravar, entender a estrutura dela, pensar se cabe ali algum arranjo diferente, outro instrumento, detalhes, etc. Tenha tudo isso em mente antes de entrar no estúdio.

Uma coisa que é sempre muito válida, é gravar as músicas durante os ensaios e escutá-las depois. Trabalhar bem essas músicas antes de gravá-las é um passo importante para ter um bom resultado final.

2 – PLANEJAMENTO

Outro ponto que pode parecer besteira, mas é preciso entender que um processo de gravação exige tempo e organização. E ambos podem custar caro caso não sejam bem entendidos. E o caro aqui, não é necessariamente em dinheiro, porquê, caso você grave por conta própria, um planejamento mal feito, pode não poder ser arrumado no fim.

Tenha um organograma de tudo que precisa ser gravado, cada detalhe é preciso estar listado, para não faltar nada no fim.

Querer fazer tudo com muita velocidade, pode não ser a melhor opção, por isso, planejar tudo antes de começar a gravar é muito importante.

3 – CONHEÇA O LOCAL DE GRAVAÇÃO

Esse é outro ponto que muita gente deixa passar batido. Corre atrás de um estúdio, porque falaram que lá é legal, porque tal banda já gravou, mas não se conhece de fato o espaço. É importante ir até o local, conversar com o técnico de som ou produtor que fará a gravação. Ouvir outras coisas que estão sendo gravadas lá. Ver como soam os instrumentos.

E se estiver gravando em home studio isso é ainda mais importante. Conheça as condições que você tem. Entenda os sons que consegue tirar. Grave e regrave para ter certeza que é esse tipo de resultado que você almeja. Essa pode ser a opção mais barata, mas pode não ser a mais eficaz. Tenha certeza que conseguirá trabalhar da forma que imaginou lá na pré-produção.

4 – EQUIPAMENTOS

A hora de começar a gravar está quase chegando. Como está seu equipamento? Há quanto tempo você não troca a corda da sua guitarra? Seus pratos estão trincados? Pequenos detalhes nos equipamentos podem custar caro no som que você vai conseguir na gravação.

Separe sempre um tempo e dinheiro para uma revisão dos seus equipamentos num luthier antes de gravar. Cordas novas, captadores regulados, braços com a tensão certa, caixa com pele nova, pratos sem rachaduras, etc.

5 – NÃO PULE ETAPAS

Chegou a hora de começar a gravar, levar instrumentos para o estúdio, microfonar as peças, enfim, hora de por a mão na massa.

É um processo cansativo e que leva tempo, principalmente, dependendo da quantidade de faixas que for gravar. Então, esteja preparado para não querer correr com as coisas. Pular etapas ou fazer o famoso “assim tá bom, qualquer coisa a gente acerta na mix”, não vai funcionar.

Nos dias de gravação, não tenha pressa. Saiba que você precisa estar ali para fazer acontecer, então, não marque outras coisas, não queira adiantar ou correr com etapas, para “ganhar tempo”.

É melhor demorar um pouco e conseguir o melhor resultado na hora, do que contar com a tecnologia para resolver seus erros depois. Até porquê, depois de tudo gravado, se o resultado não está do jeito que você esperava, ou se joga fora e começa de novo (e gasta dinheiro e tempo de novo), ou se lança algo que não é o que você estava imaginando.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *